Follow by Email

sábado, 7 de julho de 2012

Uma hora a gente tem que partir. Às vezes sem fazer qualquer sentido. E sem motivos, o que é o pior. Partir nunca dependeu muito de uma única pessoa. Nunca. Depende da história, do destino mesmo, sabe? Tem gente que fica, tem gente que vai. Nada mais óbvio. Se acostumar com as idas e vindas não é pra qualquer um. Band-aid não cura tudo e borracha alguma apaga essas histórias. Tem que doer, tem que fazer falta. Viver é isso: morrer aqui, renascer ali, sabe-se lá onde.

Tumblr_lsx6ytx57t1qeve13o1_500_large

Nenhum comentário:

Postar um comentário